Meet On Line: Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios – 19ª edição FIDCs


Data: 25 de Novembro
Local: Google Meet

A demanda por FIDCs como instrumento de securitização é enorme e a performance desses fundos é relativamente muito boa devido a capacidade de gerar ativos crescentes e ao nível de amadurecimento que o mercado atingiu.

As operações estruturadas serão cada vez mais frequentes e mais atrativas para empresas que querem tomar crédito ao invés de acessar os fundings tradicionais.

O time irá discutir esses assuntos e outros como, perspectivas para 2021; “adotar” ou não os algorítimos, CVM 356 e a LLE n° 13.874/2019 para abordar todos os principais aspectos da nova regra, trazendo para algo ainda mais atual. Aguardamos você também.

Acompanhe a seguir os pontos que serão discutidos:



  • Carteiras tradicionais, qualidade de crédito
  • Análise de crédito de setores
  • Investidores qualificados
  • Ativos com maior rentabilidade
  • Movimentação dos players x eficiência do modelo de negócio
  • Primeira onda de resultados de Fintechs
  • Risco e retorno esperado: algoritmos x histórico
  • Práticas de originação
  • Modelo predominante e a LLE (Lei de Liberdade Econômica)
  • Regras de insolvência
  • Registro de títulos
  • Patrimônio segregado


08h55min
Abertura da sala


09h00min – 10h30min

Conceitos e Características

  • Visão do originador e investidor
  • Vantagens
  • Questões operacionais

Bruno Amadei
Diretor


Administrador de empresas pela FAAP. Foi diretor de instituições financeiras brasileiras e internacionais, como BankBoston, Citibank e BMG. Desenvolveu larga experiência na gestão, estruturação e distribuição de fundos de investimento. É também professor convidado em cursos de pós-graduação.
INTEGRAL INVESTIMENTOS

10h30min – 10h40min
Coffee Break


10h40min– 12h10min

Natureza Jurídica dos Fundos - Aspectos Legais

  • Estrutura padrão - tributários e fiscais dos FIDC
  • CVM 531
  • CVM 356 – aplicação das regras da CVM para o funcionamento dos fundos regulados
  • Limites de responsabilidade
  • Aportes adicionais
  • Infrações cometidas

Rubens Vidigal
Sócio-advogado


Sócio fundador do PVG Advogados, graduado em direito na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (USP), pós-graduado em administração pela FGV-SP, advoga na área de produtos estruturados há mais de uma década, tendo assessorado na estruturação, reestruturação e/ou oferta de cotas de mais de uma centena de FIDCs.
PVG ADVOGADOS


12h10min – 14h00min
Almoço


14h00 – 15h00min

Regulamentação – CVM 356 e a LLE (Lei de Liberdade Econômica

  • Visão e atributos do regulador
  • Dispensa de rating
  • Investidores não qualificados
  • Regras para prestadores de serviço
  • Distinção entre fundos

Bruno Gomes
Gerente de Investimentos Estruturados


Desde 2017 atua como gerente de acompanhamento de fundos estruturados da CVM. A gerência é responsável pela supervisão dos fundos imobiliários, de participações e direitos creditórios, além dos certificados de recebíveis imobiliários e do agronegócio. Ingressou na CVM em 2012, tendo atuado na gerência de acompanhamento de fundos estruturados entre 2012 e 2014 e na gerência de desenvolvimento de normas até 2016. É formado em economia e contabilidade, com especialização em economia empresarial. Antes de ingressar na CVM, trabalhou por 13 anos na KPMG, sendo responsável por auditorias envolvendo instituições financeiras, fundos e veículos de investimento offshore.
CVM (Comissão de Valores Mobiliários

15h00 – 16h10min

Estruturação e operação

  • Processo de estruturação do FIDC
  • Diferenças operacionais em relação aos FIDCs Padronizados
  • Aplicabilidade desse tipo de FIDC as categorias multi-cedentes e multi sacados
  • Vantagens e restrições dos FIDCs

Alexandre Chaia
Sócio


Responsável pelas áreas de operações estruturadas e renda fixa da Artesanal Investimento. Economista pela UERJ com MBA pelo IBMEC e Mestrado pela FEA-USP. Possui 25 anos de experiência no mercado financeiro tendo trabalhado ou prestado consultoria em gestão de riscos e operações estruturadas em diversas instituições financeiras tais como Bradesco, HSBC, Sudameris, ABN Real, Caixa Econômica, Deutsche Bank.

ARTESANAL INVESTIMENTOS


16h10min – 16h20min
Coffee break


16h20mim – 17h30min

Painel: Análise e Atribuição de Rating para Operações Estruturadas e Estudo de caso de Fintech GERU

  • Significado dos Ratings para Operações Estruturadas
  • Compreendendo os Riscos Inerentes de Crédito
  • Como avaliar os diversos elementos de reforço
  • de crédito
  • Tendências de Risco de Crédito: mercado em 2020
  • Operações entre Fintechs e FIDC
  • Custos da alavancagem: inadimplência x custos
  • Política de crédito
  • Risco e retorno esperado: algoritmos x histórico

Marcus Fernandes
Director for the Structured Finance Ratings team in Brazil


In the role of lead analyst covering FIDCs, CRAs, CRIs and LIGs issuances in the domestic market. In his previous role, Marcus was part of the Corporates Ratings team covering several industries in Brazil, Chile and Argentina, and has acted as analyst covering names in infrastructure and project finance in Brazil.

S&P GLOBAL RATINGS


17h30min
Encerramento previsto


Realização

Apoio Supreme

Apoio alliance

Data/Local

Dia: 25 de novembro de 2020

Local: São Paulo /SP

Valor do ingresso

Diretamente conosco (Via transferência/depósito bancário) ou faça sua inscrição online
Inscrições via Eventbrite com taxa de conveniência
11 - 2936-4389 - 11 - 99102-3334 (WhatsApp Text message only)
info@maximatreinamento.com.br

Informações adicionais

Assine nossa newsletter para receber nossos artigos
contato@maximatreinamento.com.br

Mídias Sociais


ENTRE EM CONTATO!

Ligue ou envie-nos um e-mail.
Teremos o maior prazer em atende-lo.